O que fazer se a sua bagagem foi extraviada no aeroporto?

O que fazer se a sua bagagem foi extraviada no aeroporto?


Quem nunca viajou de avião e sentiu aquele frio na barriga enquanto esperava a sua mala na esteira no aeroporto? Mas o que fazer se, depois de algum tempo, a sua bagagem simplesmente não aparecer? Bagagem extraviada acaba sendo mais comum do que se imagina. Veja como resolver o problema!

Continue a leitura do artigo que a Beilke preparou e saiba o que fazer e como garantir seus direitos quando tiver a bagagem extraviada. 

Antes de tudo, é importante que você que, após fazer o check-in e despachar a bagagem, sua mala é de inteira responsabilidade da companhia aérea, conforme o Código do Consumidor. Por isso, é dever da empresa aérea indenizar o passageiro em caso de extravio ou dano. E se a viagem for contratada através de uma agência de turismo, ela também responde pelo extravio.

Seu voo foi cancelado? Veja como receber uma indenização. 

Assim que constatar o extravio da sua bagagem, ainda no aeroporto, imediatamente comunique a empresa aérea e preencha o RIB – Registro de Irregularidade de Bagagem. 

Caso não consiga informar a companhia aérea por algum motivo, é recomendado que o passageiro faça um Boletim de Ocorrência. O RIB é importante porque é com ele que a companhia aérea toma conhecimento que a bagagem foi perdida. 

Cadê minha mala?

Após comunicar a empresa, a companhia aérea tem até 7 dias em voos nacionais ou 21 dias em voos internacionais para localizar a sua mala e devolver.

Durante todo esse processo, a empresa deve ressarcir todos os danos materiais do passageiro, ou seja, todos os gastos com despesas e itens de primeira necessidade perdidos na bagagem, devem ser compensados.

A empresa não achou minha bagagem – e agora? 

Ultrapassado o prazo, a companhia aérea deve indenizar o passageiro. Nos casos de extravio da bagagem, algumas compensações podem chegar até 15 mil reais, dependendo do prejuízo material. Independente do tipo de bagagem, caso a sua mala seja perdida após o check-in, é culpa e responsabilidade da empresa aérea. 

Por fim, é sempre bom lembrar que, independentemente das precauções tomadas e do tipo de bagagem, a culpa e responsabilidade da empresa pela reparação de danos ao consumidor é a mesma.

Para saber se é possível receber uma indenização por dano material, procure um advogado de confiança. 

Siga a Beilke no instagram @beilke.co
Ou fale conosco pelo WhastApp.